Guia de equipamentos para provedores de Internet

Compartilhe:

Você decidiu entrar no ramo de Telecomunicações, já fez uma análise de mercado, entendeu todas as questões de burocracia e homologação e escolheu investir em serviços de Internet. Vai abrir o negócio e chegou a hora de selecionar os equipamentos necessários. Não sabe por onde começar? Então confira nossas dicas!

Diagnosticando necessidades

Antes de determinar quais componentes farão parte da sua infraestrutura é necessário determinar alguns pontos. O primeiro deles é qual meio você pretende usar para a distribuição de sua internet. Abordaremos especificamente dois tipos: Fibra Óptica e Wireless. Feito isso, dimensionar a quantidade de futuros clientes e a que distância eles estarão é muito importante para definir quais equipamentos e suas respectivas potências serão utilizados.

Montando sua rede Wireless

Listaremos equipamentos básicos para um provedor, conforme a demanda de assinantes aumente, serão necessários ajustes proporcionais.

Caso a antena esteja no mesmo local que o provedor os materiais necessários são os seguintes:

Access Point;

-Antenas setoriais painel de 120 graus cada com 14 DBI ou antenas setoriais de 90 graus 14 DBI;

-Cabo Pig Tail;

-Cabo RGC213 de 2 metros;

-Caixa Hermética com protetor, tomadas e ventilação.

Caso o provedor fique em um local e a antena em outro, aumente a quantidade dos equipamentos citados acima (adapte a quantidade de antenas conforme for necessário) e adicione antenas direcionais de 24 DBI, interligue-as através de um Splitter a um Acces Point.

Para triplicar, ou até quadruplicar o número de clientes, adicione um Acces Point em cada antena.

 Produzindo sua rede de Fibra Óptica

Para a conexão FTTH (Fiber to the home, tecnologia que possibilita a interligação de várias residências através das fibras), deve-se levar em consideração o projeto de compartilhamento de infraestrutura. Nisso se inclui aluguel de postes das concessionárias de energia elétrica, cabeamento, pontos de fusão, entre outros. Para este serviço o ideal é a adoção de um link dedicado, pois esta solução foi feita especialmente para garantir estabilidade de conexão à web, além de estar disponível de forma ininterrupta, garantindo assim, um sinal sem falhas.

Alguns equipamentos básicos para começar um provedor via fibra óptica são:

OLT (Terminal de Linha Óptica);

Fonte Retificadora -48V;

Baterias 220 A;

Rack;

DGO (Distribuidor Geral Ótico);

De 0 a 20km Fibra 36 FO de tronco central;

Caixas de Distribuição;

Caixas de atendimento;

Splitter primário;

Splitter secundário;

Cabo Drop;

Conectores APC;

Extensão ótica;

PTO (Pontos de Terminação Óptica);

ONU (Unidades de Rede Óptica);

Máquina de Fusão de Fibra;

 

Com este conjunto de dispositivos você terá uma rede básica, porém com qualidade, esta lista deve passar por adaptações de acordo com suas necessidades. E então, vai se arriscar nesse empreendimento? Compartilhe conosco!