As fases de crescimento de um provedor

Compartilhe:

Possuir ou gerenciar um Provedor de Internet não é uma tarefa fácil! Além dos requisitos técnicos, é preciso possuir amplo conhecimento na área administrativa para lidar com diversos desafios burocráticos. Um deles é classificar o porte da empresa, se adaptar a cada fase enquanto promove o crescimento da mesma.

Pensando nisso, a CCN elaborou um artigo com todas as fases de crescimento de uma empresa desse segmento, e como se adaptar a elas da melhor forma.

Definindo o porte

Antes de falar sobre cada fase do negócio, é importante definir em qual delas você está atualmente. Para isso, o modo mais prático é analisar o faturamento anual.
Há uma padronização nestes valores, que indicam qual é o tamanho de um provedor:
Micro: até R$ 360.000 por ano;
Pequeno: até R$ 2.400.000 por ano;
Médio: até R$ 7.200.000 por ano;
Grande: até R$ 24.000.000 por ano;
Regional: acima de R$ 24.000.000 por ano;

As fases

Micro Provedor

Todo provedor regional já foi um micro, não é mesmo?! Para se estabilizar nesta fase, e posteriormente concluí-la, é preciso determinação, uma vez que as dificuldades iniciais são grandes. Lidar com todos os procedimentos de regularização e gestão de qualidade do serviço oferecido não é fácil.
Geralmente no início, a estrutura técnica é constituída por equipamentos simples, o gerenciamento é feito de forma manual e a banda utilizada, é disponibilizada por um provedor maior.
Para atravessar essa fase, rumo ao crescimento, é necessário estudar o cenário como um todo. Do mercado e estratégias da concorrência a questões legais, é muito importante saber quais padrões adotar para que nenhum obstáculo impeça o sucesso do seu negócio.

Pequeno Provedor

Após atravessar a primeira fase, chegou a hora de aumentar sua equipe, e o mais importante, de forma organizada. Com mais clientes chegando, é essencial adotar um sistema de atendimento interno e externo aos seus clientes. Implemente um sistema de gestão que não apenas funcione na parte administrativa, mas que também forneça informações sobre sua rede como um todo.
Nesta fase, é crucial que a conexão da estrutura passe a ser com um link dedicado, e que se tenha o ASN, para que assim, seu provedor forneça IP’s válidos para todos os assinantes.
Se você deseja avançar para a próxima fase, o que não pode ser deixado de lado, é uma gestão rigorosa de todo o provedor. Deve-se ter excelência em qualquer serviço realizado pela sua empresa, pois só assim ela terá boa reputação no mercado e poderá crescer.

Para que isso aconteça, é muito importante contar com a ajuda de cada um de seus funcionários, afinal de contas, são eles quem lidam diretamente com os clientes.
Verifique se as instalações estão sendo feitas com qualidade e se há padronização técnica nos procedimentos. O principal é não haver nenhuma divergência de informações entre os colaboradores. De nada adianta oferecer tecnologia de ponta para seus assinantes, se há deficiências nos serviços básicos, uma vez que eles fazem toda a diferença.
É preciso mostrar preocupação com o público-alvo e suas necessidades, oferecendo o melhor atendimento, com disponibilidade em 100% do tempo, com uma rede de qualidade. Dessa forma, seu provedor tem tudo para crescer e migrar para o porte médio.

Médio Provedor

Quem chega nesta fase, com certeza fez um ótimo trabalho ao longo do tempo, e por sempre buscar a evolução, ainda tem como meta avançar para as próximas fases.
O foco agora, deve ser em expandir seu provedor para outras cidades e bairros. Para isso, possuir uma equipe qualificada faz toda a diferença, principalmente nos setor técnico e financeiro, onde compartilhar todo o conhecimento para que a empresa cresça é necessário.
É válido contratar um especialista para analisar o quanto deve ser investido, considerando todos os riscos que serão gerados, além de dimensionar o retorno financeiro.
Para se estabilizar e posteriormente avançar para a fase seguinte, é preciso concentrar a atenção na padronização dos processos. Sendo assim, controlar os gastos, aumentar o lucro e se preparar para a expansão devem ser as prioridades.

Para que a expansão seja feita com sucesso, é fundamental investir no marketing, para que assim as pessoas saibam quem é a sua empresa e possam contratá-la.
Outro fator que não deve ser esquecido é a infraestrutura em cada ponto de distribuição da sua nova rede. Além de possuir redundâncias dimensionadas de maneira eficaz, disponibilizar equipamentos de correção e manutenção da rede sempre perto de cada ponto-chave.

Dessa maneira, os fornecedores estarão mais propensos a contratar seu provedor, e o consumidor final terá boas referências sobre a sua marca.

Grande Provedor

Com certeza não foi fácil chegar até aqui, você alcançou uma grande conquista e como sempre, não deseja parar!
Para que a sua empresa cresça a partir deste momento, a principal tarefa é consolidar a marca. Portanto, o proprietário do provedor, deve direcionar o foco para estratégias de crescimento e administração.
A estrutura técnica deve ser expandida, o planejamento tributário e financeiro devem bem elaborados. Todas as atitudes devem ser direcionadas também a qualidade do serviço oferecido aos assinantes, uma vez que a demanda cresceu consideravelmente.
Após consolidar sua marca, prepare-se para a próxima etapa.

Provedor Regional

E finalmente, você alcançou o tão sonhado porte de provedor regional! Chegar nesse nível não só diferencia a sua empresa, mas também comprova sua excelência.
Como agora a concorrência é muito menor, é importante consolidar parcerias, tanto com provedores menores, quanto com maiores. Dessa maneira, a estabilidade será garantida e o seu sucesso constante!

Gostou das dicas? Comente a sua opinião e compartilhe suas experiências conosco!